Páginas

Engano

- O que você quer? - Tentei não demonstrar vergonha, mas sei que não era uma coisa muito possivel.
- Sair correndo para seu quarto e me deixar sozinho lá em baixo não é muito legal de sua parte.
Quase senti pena dele ao falar isso, mas voltei imediatamente a minha postura de que " não quer nada".
- você é engraçada sabia, não sei por que você está se escondendo de mim, boba, minha boba..
Ele estava conseguindo de novo, ele parecia um ímã junto a mim, não conseguia desviar de seu olhar e não queria, mas precisava. Mas não querendo um terceiro beijo foi dado, estava nas nuvens quando escuto buzinas de carro, Mamãe..foi de sobressalto que Bruno desceu as escadas ao mesmo tempo que recolocava no meu estado normal, como se não tivesse acontecido nada dei Oi para meus pais.
- Vocês não acharam mesmo que ia deixar vocês sozinhos aqui neh? - Claro que não. Idiota como sou idiota eles eram tradicionais de mais para isso.
- Desconfiava.. vou ajudar com as compras - Duvido que ele desconfiasse mais quase acreditei nele.

Manhã chegou depressa demais, meu sonho com Bruno foi tão lindo quanto o beijo que ele me deu. Achava as coisas lindas, sorria com facilidade, o dia estava perfeito..Estava amando, e desta vez não achava, tinha certeza.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Layout por Maryana Sales - Tecnologia Blogger